Motion Graphics: conheça suas principais tendências

in Brain Food on July 24, 2019

Quem quer vender e ganhar dinheiro com assets criativos precisa estar sempre 100% ligado no que está acontecendo no mundo e no mercado. Só assim, é possível fazer os trabalhos mais legais, para construir o melhor portfólio e atrair ainda mais clientes. Por isso, confira quais são as principais tendências em Motion Graphics.

O Flat Design e o realismo

flat design é uma tendência extremamente atual. Hoje em dia, o público já conhece muito bem o mundo virtual, o que significa que não é preciso nenhum design muito mirabolante. Logo, esse conceito é uma resposta ao realismo.

realismo surgiu no Motion Graphics para tentar trazer os conceitos reais para o mundo virtual, de maneira que fosse mais fácil de entender. No início isso era muito importante, pois ninguém ainda estava muito acostumado com o ambiente online, então era relativamente fácil se perder.

Hoje em dia, o flat de design suplantou essa ideia e todos os recursos do realismo agora, são vistos como uma espécie de ruído nas peças. É muito legal ver como os conceitos evoluem, se alimentam e respondem uns aos outros.

The Art of Coffee por Lobster Studio

Agora, como sempre, o próprio flat design está evoluindo, com o uso de degradê, de sombras longas e diversos outros recursos para trazer algo mais único.

A presença do real

Enquanto o flat design surge para simplificar, a tendência de misturar certos elementos reais no Motion Graphics tem o objetivo de chamar a atenção e ajudar a sua peça a se destacar na multidão.

Whiteboard é um exemplo. Durante um tempo, esse conceito esteve muito na moda, e ainda é bem usado, com uma mão desenhando a informação em quadros brancos. É uma ótima forma de aproximar e facilitar o entendimento do que está sendo falado. Só precisa tomar cuidado para não ser muito rápido.

Outras tendências que estão retornando ao Motion Graphics é o uso de imagens reais e até mesmo de pessoas dentro da peça. É mais um exemplo, como o flat design, das tendências respondendo ao comportamento humano no momento.

Space Sex Is Serious Business por Tom McCarten

Com tudo tão virtual, o uso de imagens e pessoas traz uma aproximação maior do real, ajudando na compreensão e trazendo mais dinamismo para a peça. Afinal, a presença de uma pessoa ou de uma imagem que tenha a ver com o assunto pode ser extremamente cativante e gerar mais empatia para o conteúdo.

3D

Como na moda, as tendências dentro do design também vem e vão com o passar dos anos. À alguns anos atrás o mundo ficou um pouco “cansado” do 3D que existia, e foi nesse tempo que o flat design junto com a volta das animações 2D tradicionais, marcou presença.

Spotify Premium Reel por Cabeza Patata

Entretanto, hoje, com a facilidade e evolução do softwares 3D que possibilitaram designers criar excelentes renders em máquinas mais simples, o 3D tem vindo com mais e mais força. Agora, com uma nova cara, combinando algumas vezes a estética do 2D, em outras, criando simulação e materiais muito próximos do que temos no muno real.

O mundo corporativo

Com o Motion Graphics se tornando uma tendência extremamente forte da produção audiovisual, é evidente que o mundo corporativo busca adotá-lo como forma de cativar seu público e, muitas vezes, seus próprios colaboradores.

produção de conteúdo em Motion Graphics para endomarketing e até para o marketing digital está cada vez maior, sendo que empresas de praticamente todos os setores buscam esse tipo de peça.

Apigee OmniConnected (Google) por MOWE Studio

É evidente que esse estilo não é único. Cada empresa tem a sua personalidade, que vai ficar bem clara na peça, mas a versatilidade e agilidade do Motion Graphics permitem misturar simplicidade com a sensação de autoridade que as empresas buscam.

Para quem procura vender as peças em canais de compartilhamento, esse pode ser um caminho bem lucrativo.


Share Your Valuable Opinions